(31) 3653-5676 / contato@buffetcarrossel.com.br

    • (31) 99856-7757

8 dicas para proteger seu filho na internet

Por:Buffet Carrossel
Família | infância

27

Mar 2019

Atualmente tem se tornado cada vez mais difícil manter as crianças distantes da tecnologia. Até mesmo os pais mais cuidadosos no que se refere a esses aparatos, sabem que seus filhos nasceram em um mundo no qual ela faz parte do dia a dia em quase todas as áreas da vida.

Nossos filhos crescem aprendendo essa cosmovisão e dificilmente conseguiremos modificar isso, já que não depende apenas do ambiente familiar. Criar filhos alheios às telas pode, inclusive, deixá-los excluídos de recursos didáticos importantes utilizados em algumas escolas.

É fato que a tecnologia é uma linguagem com a qual as crianças precisam estar familiarizadas, mas como fazer isso sem prejudicar o desenvolvimento dos pequenos e garantindo sua segurança? Vamos refletir um pouco sobre esse tema tão importante e atual.

Desafio Momo

Essa reflexão surgiu diante da notícia de que a famosa boneca Momo estava de volta, agora inserido no meio de vídeos infantis no Youtube, conseguindo assim burlar os algoritmos de segurança inclusive do Youtube Kids e estimulando crianças a praticarem atos violentos contra si e contra outros.

Apesar de o Youtube informar não ter encontrado vídeos com a famosa boneca em sua plataforma, e também de não encontrarmos nenhum link com esses vídeos hospedados no próprio Youtube, a polêmica trouxe à tona novamente a necessidade de estarmos atentos ao que as crianças tem acesso através das telas.

Pensando nisso, hoje trazemos para você algumas dicas para te ajudar a manter seus filhos seguros.

1)     Permita acesso às telas por tempo limitado e monitorado.

Caso você opte por deixar seu filho usar o celular ou tablete, faça isso em um momento no qual você esteja perto para monitorar o conteúdo. Isso é de suma importância, pois sabemos que basta poucos segundos de distração para que a criança tenha acesso a conteúdos danosos. Limitar o tempo é importante também, pois pesquisas mostraram que excesso de exposição a telas pode prejudicar o desenvolvimento cerebral infantil, alterar o padrão de sono e até mesmo causar obesidade. O Youtube Kids, por exemplo, tem o recurso timer, no qual o aplicativo é bloqueado após o tempo determinado pelos pais.

2)     Limite o conteúdo a ser acessado

No aplicativo Youtube Kids, por exemplo, há a opção de liberar acesso apenas a vídeos previamente escolhidos pelos pais. Esse recurso funciona e pode, inclusive, colaborar para a educação do seu filho. Por exemplo: você pode autorizar apenas vídeos infantis que tratem de temáticas de seu interesse, bem como desenhos em outras línguas, estimulando a aprendizagem. Esse recurso, inclusive, bloqueia as sugestões de vídeo mostradas em looping, que muitas vezes são o maior problema ao usar a plataforma. Outra opção é a Netflix. Você pode criar perfil infantil e bloquear vídeos que você não deseja que seu filho tenha acesso.

 

3)     Não dê aparelhos exclusivamente para seus filhos

Há bastante diferença entre usar o celular do papai e assistir vídeos no seu próprio aparelho ou tablete. Sabemos que essa proibição não poderá ser mantida para sempre, mesmo porque alguns pais precisam, por diferentes motivos, que seus filhos tenham um celular. Nesses casos, limite o acesso a aplicativos, monitore constantemente o conteúdo acessado via celular e limite o tempo de uso.

 

4)     Oriente seu filho a respeito de estranhos

Não falar com estranhos é uma orientação clichê na criação de filhos, porém com o advento da internet ela se tornou essencial para a segurança não só deles, mas de toda a família. Caso seu filho já tenha um celular e até mesmo perfil em redes sociais, é essencial conversar sobre não permitir de forma alguma o acesso de estranhos ao perfil dele. Essa orientação deve ser repetida constantemente, e vir acompanhada de monitoramento das redes e conversas do seu filho. E a privacidade, como é que fica? Crianças não tem maturidade para filtrar riscos, e a segurança delas deve vir antes de qualquer outra coisa.

 

5)     Não compartilhe informações pessoais na rede

Essa é válida para você e toda sua família. Fotos dos filhos com uniforme escolar e até mesmo check in em determinados endereços podem abrir portas para que pessoas mal-intencionadas encontrem seus filhos. Discrição ainda é a melhor forma de aumentar a segurança da sua família.

 

6)     Ajude denunciando e bloqueando conteúdo impróprio

Sabemos que a quantidade de conteúdo na internet é praticamente infinita, porém as denúncias ajudam as plataformas a melhorarem seus algoritmos de detecção de conteúdos perigosos. Por isso, gaste alguns minutinhos denunciando conteúdos impróprios quando os encontrar. Após denunciar, bloqueie não só o conteúdo, mas o canal de origem.

 

7)     Verifique sempre o histórico de navegação

Esse monitoramento é essencial para a segurança do seu filho, pois muitas vezes ele acessa sites que acredita serem inofensivos, mas não o são.

 

8)     Estimule seu filho a buscar ajuda com você sempre que ele perceber algo errado.

Manter o canal de diálogo aberto é essencial numa relação de confiança. Seu filho deve ter certeza de que, caso faça algo de errado, ou caso alguma coisa esteja fora do prumo, a primeira pessoa que ele deve procurar é você. Para que isso aconteça, ele precisa sentir que você o ajudará ao invés de o condenar e brigar com ele. Importante: lembre-se de agir de acordo com esse conselho quando seu pequeno te procurar pedindo ajuda. Os pais devem ser o porto seguro de seus filhos, e não aqueles de quem eles fogem quando algo ruim acontece.

Agora que te contamos tudo, temos um convite para você!

Temos certeza de o nosso espaço, a nossa equipe e os nossos valores vão proporcionar a você uma experiência memorável. Vem bater um papo com a gente!

Carrossel Buffet infantil BH

Acompanhe-nos no Facebook e no Instagram

 

 


Compartilhe:

Rua Timbiras 2772 – Santo Agostinho – Belo Horizonte – MG

(31) 3653-5676

contato@buffetcarrossel.com.br

Seg a Sex de 9hrs à 18hrs
Sábados de 08hrs à 13hrs (com agendamento)
Após o horário comercial com hora marcada